• Quem Somos

  • Cursos

  • Vestibular

  • Serviços

  • Biblioteca

  • Revistas

  • Ouvidoria

  • Uniasselvi

PIBID e RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA - Serra | Faculdade Fabra ES

PIBID e RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA

A Faculdade Fabra, ciente de seu compromisso com a ética, o decoro e a cidadania, tem mobilizado seus profissionais no sentido de efetivar ações coletivas quefavoreçam a formação de professores nas licenciaturas ofertadas no campus de Serra-ES. O histórico do percurso da Faculdade Fabra em garantir acesso ao ensino superior de qualidade remonta ao ano 2001 quando instituiu cursos de graduação (Licenciaturas) e pós-graduação (Lato-Sensu) e ações que privilegiam o desenvolvimento da comunidade local, de modo a promover a cidadania e o incentivo à educação e à cultura. Nesse sentido, este projeto visa implementar um processo de reflexão sobre as práticas das licenciaturas, bem como de ressignificar a formação profissional e as propostas de intervenção educativa em áreas que apresentam déficit de aproveitamento e frequência, além da dificuldade de formação de professores, no Município. O Município da Serra, no Estado do Espírito Santo, vive um momento de expressivo crescimento econômico e tecnológico, que demanda um grande investimento na formação das crianças e jovens. Paradoxalmente, persiste no município um déficit de professores licenciados nas áreas de Pedagogia e Educação Especial. A inclusão do subprojeto de tais áreas no PIBID-2013 se justifica não só em função do déficit de professores apontado pelas estatísticas educacionais, mas também pela possibilidade de introduzirmos nessas áreas, por meio das ações do PIBID, uma perspectiva integradora, que torne a licenciatura de Pedagogia mais articuladas com a Educação Especial. Educação Especial Inclusiva, pesquisa dos aluno do curso de Pedagogia Fabra Financiado pela Capes/MEC


Edital 2018/2                






 Regulamento do PIBID            Relatório de Atividade 2016          Relatório de Execução.            Relatório Parcial 2015 PIBID                                  



 Prof. M.e Sebastião Luiz Bastista - Coordenador do PIBID


Quais as ações / estratégias para inserção dos bolsistas nas escolas?


O esforço coletivo de gestores, professores e licenciados da Fabra em prol da aproximação positiva da Instituição do contexto da educação básica capixaba, através desta primeira participação no processo do PIBID demonstram o real interesse institucional em proporcionar experiências educacionais aos seus licenciados e demais sujeitos deste projeto que aproximem a teoria da prática pedagógica. O plano de trabalho do presente projeto propõe a articulação do aprendizado, vivências e atividades cotidianas do curso de Pedagogia com o subprojeto em torno de eixos identificados como demandas para a Educação Especial e para a formação de professores nesta área, na região de abrangência das ações propostas, com vistas a fomentar a discussão da interação sociedade-natureza, oportunizando situações e contextos didático-pedagógicos que potencializem a aprendizagem voltada para a inserção crítica e responsável no espaço escolar em suas múltiplas escalas dos licenciandos.

Além do conhecimento que dará suporte às ações, atividades específicas tais como as reuniões periódicas, os cursos e oficinas de formação para todos os bolsistas e a divulgação dos projetos elaborados e desenvolvidos por eles nos Encontros, especialmente no Encontro Estadual do PIBID, constituem parte da proposta de integração do projeto institucional. Desse modo, através de ações conjuntas que ao mesmo tempo respeitem as particularidades do contexto de atuação dos licenciandos e as expectativas da escola parceira, assim como as necessidades e possibilidades de formação para os licenciandos e de intervenção pedagógica, pretendemos atingir os objetivos propostos pelo PIBID. Significa dizer que a inserção dos licenciandos no cotidiano das escolas públicas deverá proporcionar oportunidades de criação e participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas de caráter inovador e interdisciplinar que busquem a solução de problemas identificados no processo de ensino e aprendizagem, como também deverá promover essencialmente a articulação entre teoria e prática necessárias à formação dos docentes. Em resposta ao edital 2013 este projeto pretende, portanto, iniciar ações na área da Pedagogia e educação Especial no município de Serra em uma escola da rede estadual de ensino, a partir da inserção e participação prática e reflexiva dos licenciandos de Pedagogia, no contexto da Educação Especial no ambiente escolar, inserção essa que já é desejada pela escola. Ao todo, estarão envolvidos neste projeto, além do coordenador institucional, 2 coordenadores de área, 21 bolsistas de Iniciação à Docência, 4 Supervisores, atuando em 1 escola parceira. Assim, o projeto institucional visa elevar a qualidade da formação inicial de professores da licenciatura de Pedagogia a fim de atender a grande demanda por profissionais que participem do processo de melhoria na qualidade do atendimento educacional especializado do município envolvido, tendo em vista a enorme defasagem, refletida também nos índices de evasão dos alunos da educação básica nessas áreas.


Qual será a sistemática de registro e acompanhamento dos bolsistas egressos?


A sistemática de registro e acompanhamento dos bolsistas egressos de dará a partir de: Registro em formulário próprio dos dados pessoais dos bolsistas egressos, das motivações para seu desligamento do projeto, assim como o registro memorial das atividades por eles desenvolvidas quando de sua participação ativa no projeto. O bolsista egresso deverá enviar por correio eletrônico um pedido de desligamento formal do projeto, indicando suas motivações e justificativas para seu desligamento sumário, com antecedência mínima de 30 dias, casos especiais serão avaliados pelo coordenador institucional. Após a formalização do pedido de desligamento do projeto, o coordenador institucional preencherá um formulário próprio com as questões pertinentes ao processo de desligamento do bolsista; Acompanhamento das possíveis iniciativas de comunicação oral e/ou escrita dos bolsistas egressos em relação à divulgação das experiências vivenciadas no PIBID, com vistas a intervenções cabíveis; Elaboração de Memorial de Atividades realizadas pelos bolsistas egressos, para que se possa dar um tratamento sistemático, teórico e metodológico às ações do projeto, com objetivo de qualificar a reflexão teórica e prática educativa, entendidas como unidades indissociáveis e dialéticas. Esse memorial será construídos a partir das experiências desencadeadas pelo subprojeto, que, no processo do trabalho, ajudarão a constituir um Relatório Final do Projeto, fundamentando-se numa lógica integrada entre o particular e o geral. Essa será uma fonte fundamental para o desdobramento da pesquisa articulado com o ensino e extensão.

Quais atividades serão realizadas para socialização dos impactos e resultados do projeto Atividades para socialização dos impactos e resultados do projeto será realizada a partir de: 


O que é o Projeto

É o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – um programa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES que visa iniciativa para o aperfeiçoamento e a valorização da formação de professores para a educação básica.

O programa concede bolsas a alunos de licenciatura participantes de projetos de iniciação à docência desenvolvidos por Instituições de Educação Superior (IES) em parceria com escolas de educação básica da rede pública de ensino.

Os projetos devem promover a inserção dos estudantes no contexto das escolas públicas desde o início da sua formação acadêmica para que desenvolvam atividades didático-pedagógicas sob orientação de um docente da licenciatura e de um professor da escola. 


Como funciona?

Instituições de Educação Superior interessadas em participar do PIBID devem apresentar à Capes seus projetos de iniciação à docência conforme os editais de seleção publicados. Podem se candidatar IES públicas e privadas com e sem fins lucrativos que oferecem cursos de licenciatura. As instituições aprovadas pela Capes recebem cotas de bolsas e recursos de custeio e capital para o desenvolvimento das atividades do projeto. Os bolsistas do PIBID são escolhidos por meio de seleções promovidas por cada IES. 


Objetivos gerais do programa

  • Contribuir para a valorização do magistério.
  • Elevar a qualidade da formação inicial de professores nos cursos de licenciatura, promovendo a integração entre a Educação Superior e a Educação Básica.
  • Inserir os licenciandos no cotidiano de escolas da rede pública de educação, proporcionando-lhes oportunidades de criação e participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar que busquem a superação de problemas identificados no processo de ensino-aprendizagem.
  • Incentivar escolas públicas de Educação Básica, mobilizando seus professores como formadores dos futuros docentes e tornando-as protagonistas nos processos de formação inicial para o magistério.
  • Contribuir para a articulação entre teoria e prática necessárias à formação dos docentes, elevando a qualidade das ações acadêmicas nos cursos de licenciatura.

Alunos bolsistas das licenciaturas participantes do Programa:

Maiores informações:

http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid

http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid/editais-e-selecoes

http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid/relatorios-e-dados

http://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/Portaria260_PIBID2011_NomasGerais.pdf


 


Compartilhe:





Visitas: 514

ENTRE EM CONTATO

(27) 3241-9093

(27) 9 9629-6132

Ouvidoria

Horário de funcionamento
Seg. à Qui.: 08h às 21:30hh
Sex.: 08h às 21h
Sáb.: 08h às 14h

R. Pouso Alegre, 49 - Barcelona, Serra - ES, 29166-160

SIGA-NOS

BAIXE NOSSO APP

Baixar na App Store Disponível no Google Play